As pessoas mais céticas irão pensar que as mídias sociais não existem há tempo suficiente para já ter produzido experts. É aí que entra o exemplo fascinante de Shama Kabani. Com 26 anos escreveu sua Dissertação de Mestrado para a Universidade de Texas, em Austin, nos EUA, sobre a rede social Twitter – tudo isso em um momento no qual o pássaro azul atraía apenas 2 mil usuários e não 175 milhões, como atualmente.

Além disso, Shama Kabani apresenta um programa via internet sobre tecnologia e publicou um livro, em 2010, com o título The Zen of Social Media Marketing: An Easier Way to Build Credibility, Generate Buzz and Increase Revenue – ou “O Zen do Marketing de Mídia Marketing: Um Jeito Mais Simples de Construir Credibilidade, Gerar Engajamento e Ampliar Receita”, em livre tradução – e que atingiu a 4ª posição no ranking de livros sobre marketing da Amazon.com.

E esses são apenas seus projetos secundários, uma vez que, no ano de 2009, Kabani, então com 24 anos, fundou The Maketing Zen Group, uma empresa de marketing de mídia social, em Dallas, nos EUA. Esse empreendimento, iniciado com somente US$ 1,5 mil de seu próprio bolso, é especializado em todos os passos de marketing de internet para clientes – deste Twitter e Facebook, passando por vídeo e blogs.

Segundo Kabani, estamos em um momento no qual as pessoas estão ficando cansadas da cultura corporativa tradicional. Com esses negócios, a texana está sempre em movimento, propondo soluções inovadoras – e muito pessoais – para uma audiência engajada e específica – leitores de blog, telespectadores, seguidores de Twitter etc.

Kabani ainda acrescenta que a proposta do Marketing Zen não se referiu sempre às mídias sociais, mas sim que seu desejo era o de dar início a uma agência de consultoria, com foco mais generalista. Entretanto, rapidamente ela percebeu que suas paixões estavam dentro do campo de mídias sociais, então teve a visão de modificar sua estratégia.

A mudança de approach consistiu, então, em um novo perfil de relacionamento com seus clientes, apontando soluções para posicionar melhor suas marcas no mercado e dando autonomia para que esses empreendedores consigam gerenciá-los. Ao mesmo tempo, Kabani percebe dois aspectos: os clientes não ansiavam apenas por uma consultoria, mas também por uma empresa que pudesse implementar ideias. A mídia social, portanto, se insere no contexto de ser parte de um grande quebra-cabeças do marketing, que inclui ainda a construção de sites sólidos e desenvolvimento de técnicas de SEO inteligentes.

E assim, o projeto de Kabani não era mais uma firma de consultoria, mas sim um negócio que traz o universo do marketing web para mais perto de seus clientes; atraindo leads e ampliando estratégias de branding desses negócios. Nada mais acertado, porque o negócio da norte-americana, aparentemente, cresceu quatro vezes apenas no último ano. Ela pretende que a empresa chegue à marca dos milhões de dólares em valor de mercado até o final de 2014.

Um dos segredos para seu sucesso é a contratação de pessoal – ela conta com 30 funcionários – de forma remota, reduzindo seus custos. Um fato interessante: a maior parte desses colaboradores estão nas Filipinas. Segundo especialistas, outra razão para o sucesso de Kabani é sua expertise em promover o engajamento entre a comunidade de usuários, o que agrega valor a todos os seus clientes e faz com que a percepção de valor dos consumidores se amplie.

Atualmente, a jovem empresária de 29 anos viaja pelo planeta para ensinar jovens empreendedores de outras partes do mundo. Uma delegação recente de norte-americanos e dinamarqueses foi ao Egito para levar seus conhecimentos. Segundo sua visão, um diploma universitário não é garantia de sucesso. Os jovens empreendedores precisam romper com os paradigmas de mercado das gerações anteriores e buscar, assim, novas oportunidades e chances para fazer negócios, sempre inovadores e criativos.

Você conhece outra história inspiradora como a de Kabani? Compartilhe com a gente nos comentários e vamos trocar ideias!